Tudo sobre o Diabetes Tipo 2

diabetes tipo 2A maior parte das pessoas que são diabéticas, sofrem da Diabetes tipo 2. A mesma diz respeito a uma doença crônica que afeta a maneira como o nosso organismo metaboliza a glicose, que é a nossa fonte principal de energia.

A pessoa que sofre com o tipo 2 pode criar uma certa resistência aos efeitos da insulina, que é o hormônio responsável por regular a entrada de açúcar nas células, ou em outros casos, simplesmente não existe a produção adequada da insulina.

É sempre muito importante ressaltar que a diabetes quando não tratada de maneira adequada, pode ser até mesmo fatal. É fundamental que as pessoas fiquem atentas aos sintomas que serão expostos ainda aqui nesse texto.

Nesse artigo nós vamos trazer todas as informações relevantes a respeito da Diabetes tipo 2, por isso acompanhe e confira tudo o que foi desenvolvido especialmente para você leitor (a) e para a sua saúde de maneira geral.

Diabetes tipo 2: as informações mais importante sobre esse assunto

Infelizmente a diabetes é uma doença que atinge as pessoas do mundo inteiro e nós brasileiros também representamos uma grande porcentagem dos diabéticos.

Confira as informações sobre o tipo 2 que você precisa saber:

  • Causas

Totalmente ao contrário dos diabéticos tipo 1, as pessoas que sofrem com a Diabetes tipo 2 produzem a insulina. O que acontece é que o corpo acaba criando uma resistência à insulina, de maneira que não mais existe uma resposta sobre a ação da mesma em nosso organismo

A insulina quando se torna insuficiente, acaba não conseguindo mais carregar todo o açúcar necessário para dentro das células e ele acaba ficando completamente acumulado no sangue.

Quando o diabético possui a tipo 2, as células de gordura, células do fígado e as células dos músculos não respondem da maneira correta à insulina e por isso o açúcar não consegue entrar nessas células.

As células de gordura, quando se tornam sensível a insulina, não conseguem mais reconhecer a glicose circulante e por isso ativa alguns mecanismos de popular, o que significa que não será retirado a gordura de dentro para que o corpo use como energia.

As células do fígado também funcionam dessa mesma maneira, pois quando são sensíveis á insulina, absorvem a glicose e estocam apenas. Não existe um reconhecimento da glicose alto no sangue e por isso entende-se que exista a falta da glicose, fazendo com que a mesma seja ainda mais liberada para o sangue e piorando completamente a situação.

Com as células dos músculos acontece a mesma coisa, elas absorvem a glicose para usar como energia.

  • Fatores de riscos

Qualquer pessoa pode apresentar o diagnóstico desse tipo de diabetes, mas algumas condições podem aumentar esse risco, como por exemplo:

  • Obesidade e sobrepeso;
  • Pessoas acima de 45 anos;
  • Consumo elevado de álcool;
  • Hipertensão;
  • Baixos níveis de colesterol HDL;
  • Triglicerídeos elevados;
  • Sedentarismo;
  • Histórico familiar com esse tipo de diabetes;
  • Diabetes gestacional anterior.

 

  • Sintomas

Normalmente as pessoas que sofrem com esse tipo de diabetes não apresentam nenhum tipo de sintoma no início, podendo conviver normalmente com a doença por muitos anos, mas quando os primeiros sinais aparecem é possível sentir:

  • Sede constante;
  • Vontade de urinar várias vezes durante o dia;
  • Fome frequente;
  • Formigamentos nos pés e furúnculos;
  • Infecções frequentes: rins, pele, bexiga e etc;
  • Feridas que demoram mais do que o normal para cicatrizar;
  • Visão embaçada.

Atenção: se você está sentindo qualquer um desses sintomas, procure um médico urgente, pois somente ele poderá fazer todas as investigações necessárias para descobrir o que está acontecendo com o seu organismo.

  • Tratamento

O tratamento da doença tem como ponto principal baixar os níveis de glicose no sangue e cuidar para que não exista nenhum tipo de complicação da mesma. Para que isso seja possível, algumas medidas são tomadas:

  • Exercícios físicos

A prática regular de exercícios físicos ajuda o diabético tipo 2 a manter os níveis de açúcar no sangue controlados e no emagrecimento também.

  • Dieta

O diabético tipo 2 deve ter a consciência de que será necessário limitar ao máximo a ingestão de açúcares que estão presentes nos carboidratos e doces em um geral. Além disso, toda a dieta deverá ser muito bem formulada para garantir a saúde do paciente.

Entenda como o Diabetes Controlada pode te ajudar a reverter a doença                                       Veja o artigo completo Clicando Aqui

Considerações finais

Como você pôde ver durante todo esse texto, a diabete é realmente uma doença séria e que precisa ser tratada da melhor forma possível e o quanto antes, pois as suas complicações podem desencadear uma série de problemas.

Agora que você já tem conhecimento sobre várias informações do tipo 2, não corre o risco de estar sofrendo da doença sem saber, procure um médico e faça os exames necessários.

Se você gostou do que foi exposto nesse artigo, aproveite para ler também sobre se a Diabetes tem cura ou não clicando aqui.

 

Tudo sobre o Diabetes Tipo 2
Avalie esse post