Hipoglicemia

Com certeza você já ouviu falar em pessoas que sofrem com a Hipoglicemia, que nada mais é do que um distúrbio provocado pelo baixo acúmulo de glicose (açúcar) no sangue além de ser conhecida como o efeito colateral do tratamento de diabetes raramente pode aparecer em não diabéticos.

hipoglicemiaEsta disfunção normalmente é identificada por um nível de glicose anormalmente inferior de 70 mg/dl. É importante ficar atento ao seu nível, e não considerar apenas esse valor, o médico irá dizer quais os valores indicados a você.

Mesmo que a  hipoglicemia seja considerada por muitos como uma consequência  do tratamento de diabetes, devemos saber que diversas causas podem ser motivos para o desenvolvimento de um quadro hiperglicêmico. E que isso pode ser um indicador de problemas futuros.

Neste conteúdo abordaremos tudo sobre a Hipoglicemia, para que você leitor (a) possa tirar todas as suas dúvidas sobre esse assunto, além de poder se prevenir e tomar os devidos cuidados para que não sofra de futuros problemas incluindo o baixo nível de açúcar no sangue.

Hipoglicemia: saiba tudo sobre esse distúrbio

Em pessoas que possuem uma vida salubre, esse evento acaba sendo raro devido a glicemia ser conservada de uma maneira mais ou menos equilibrada através do funcionamento dos hormônios e dos  mecanismos fisiológicos que controlam a glicose sanguínea.

Veja agora tudo o que precisa saber e ficar atento sobre a Hipoglicemia:

  • Tipos

Encontram-se dois tipos: a de jejum e a pós-prandial.

O que difere uma da outra é que a primeira acontece antes das refeições, onde acaba acontecendo uma produção exagerada de insulina pelo pâncreas e a segunda após a ingestão de alimentos ricos em açúcar como resultado do desequilíbrio entre os níveis de glicose e de insulina no sangue.

  • Sintomas

Todo organismo necessita de uma quantidade específica de glicose para que funcione corretamente. Mas quando esse numero é menor do que o normal começam a aparecer alguns sintomas mais comuns, como por exemplo:

  • Desordem mental
  • Comportamento incomum
  • Complicações em efetuar tarefas simples e rotineiras

Sendo esses os principais indícios, pode ainda aparecer outros bem menos habitual como: Coma, perda de lucidez e convulsões. Manifestações como tremedeiras, excesso de fome, palpitações, ansiedade e formigamento em volta da boca também podem ser efeitos desse transtorno.

Cuidado: Estes podem não ser sintomas específico desse distúrbio. É recomendado a procura de um médico para que os exames específicos sejam realizados, para ter certeza da causa.

Caso suspeite de alguns sintomas, o mais indicado é procurar um médico imediatamente. A Hipoglicemia pode se resultar em uma doença ou a um problema de saúde mais agressivo.

  • Diagnóstico

Para a identificação, o médico poderá chegar ao resultado final levando em consideração três passos:

Ø  Surgimento dos sintomas

As vezes o paciente pode não estar apresentando os principais indícios, neste caso o médico precisará deixá-lo em observação  fim de esperar os sintomas aparecerem, o medico pode ainda testar os níveis de açúcar no sangue do paciente.

Ø  Exames

O médico pode ainda pedir exames para que o distúrbio seja confirmado. O mais utilizado nesse tipo de problema é a glicemia de jejum. Onde é usado uma amostra de sangue, para verificar o nível de glicemia.

Ø  Desaparecimento dos sintomas

A ultima fase desse processo ocorre com o paciente ainda em observação, após ser realizado um tratamento para que aumente o nível de açúcar no sangue. Assim espera que ele atenda a medicação e que os sintomas desapareçam.

Prevenção! Uma alimentação pobre em nutrientes pode deixar o seu sistema imunológico fraco. O indicado a fazer é :

  • Fiscalizar o limite de alimentos industrializados e gorduras trans ingeridos. São geralmente achados em biscoitos, bolachas, bolos, e batatas fritas. Neles são encontrados muitas gorduras e calorias que vem do açúcar e poucas proteínas e vitaminas.
  • Reduzir a ingestão  de carboidratos e açúcar. Incluindo doces, refrigerantes e produtos com farinha branca.

Se quiser saber mais sobre o assunto, assista esse vídeo sobre hipoglicemiantes orais que o Dr Rocha fez.

 

Comentários  finais sobre o assunto

Para que você alcance bons resultados no dia-a-dia, e não sofra da hipoglicemia é necessário que sempre seja feito o automonitoramento dos níveis de açúcar no sangue.

Assim você pode saber das mudanças que precisam ser feitas ou não , para que tenha uma vida saudável estando ciente das taxas de glicose no organismo, prevenindo até outras futuras possíveis doenças.

Para evitar esse distúrbio, além das complicações do diabetes, é importante lembrar que só basta manter os níveis de glicose dentro do limite estipulado pra você de acordo com seu medico.

Manter hábitos saudáveis, uma boa alimentação e um bom estilo de vida são indicações capazes de assegurar a taxa  de glicose no seu nível desejado. Geralmente isso pode variar com outras condições de saúde, idade entre outros.

Se você  gostou  do conteúdo apresentado acima, aproveite para ler também sobre Glicemia, clicando aqui você fica por dentro desse assunto que  pode ser do seu interesse e tirar todas suas duvidas.

Hipoglicemia
Avalie esse post

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!