Diabetes Gestacional – Saiba tudo sobre ela e como tratar!

Muitas pessoas não sabem, mas existe a Diabetes Gestacional, que nada mais é do que uma condição caracterizada pelo aumento dos níveis de glicose no sangue, que é normalmente reconhecida pela primeira vez durante a gravidez.

Essa condição ocorre em aproximadamente 4% de todas as gestações. É uma porcentagem pequena, mas que aindadiabetes gestacional diagnostico assim precisa receber muita atenção.

O mais comum, é que a mulher que sofre com a diabetes gestacional, pare de ter esse problema logo após o parto, mas ainda assim existe um grande risco para a diabetes tipo 2. Dessa forma, é fundamental manter todos os cuidados necessários para evitar o surgimento da doença.

Nesse artigo nós vamos trazer para você leitor (a), todas as informações importantes a respeito da Diabetes Gestacional. Vale a pena conferir tudo o que foi desenvolvido para ampliar os seus conhecimentos e cuidados a respeito desse assunto. Confira!

Diabetes Gestacional: tudo o que você precisa saber sobre esse assunto

A Diabetes Gestacional é um assunto que acaba gerando muitas dúvidas, mas algumas delas poderão ser resolvidas aqui mesmo nesse artigo:

  • Causas

Não é possível afirmar ao certo por qual motivo existe o surgimento dessa diabetes, mas sabe-se que o na diabetes comum o pâncreas se torna incapaz de produtos o hormônio insulina em quantidade suficiente para suprir as necessidades do organismo ou também porque o hormônio não consegue mais agir como deveria (resistência à insulina).

O alimento que você come para produzir glicose é digerido e entra na corrente sanguínea. A insulina consegue promover a redução da glicemia ao possibilitar que o açúcar que está presente no sangue possa entrar nas células para ser usado como fonte principal de energia.

Diante da falta desse hormônio ou até mesmo se ele não agir da maneira correta, vai existir o aumento da glicose no sangue e consequentemente o aparecimento da diabetes.

Durante a gravidez

Existe a produção de altos níveis de vários hormônios, em razão da placenta que liga o bebê para seu suprimento de sangue. Quase todos prejudicam a ação da insulina nas células, ocasionando o aumento nos níveis de açúcar no sangue. Sendo assim, a elevação sensível do açúcar após as refeições é normal durante a gestação.

Conforme o bebê começa a crescer, a placenta precisa produzir mais hormônios que atuam no bloqueio da insulina. Na Diabetes Gestacional, os hormônios placentários podem provocar um aumento tão grande do açúcar no sangue, que pode até mesmo gerar alguns fatores de risco para o bebê, como prejudicar o crescimento e o bem-estar.

Geralmente a Diabetes Gestacional se desenvolve na segunda metade da gravidez.

  • Fatores de risco

Infelizmente qualquer mulher pode acabar desenvolvendo esse tipo de diabetes, mas algumas apresentam ricos maiores, como por exemplo:

  • histórico familiar de diabetes;
  • Diabetes gestacional anterior;
  • Ganho excessivo de peso durante a gravidez;
  • Idade superior a 25 anos;
  • Raça indígena, asiática, hispânica ou negra;
  • bebês de gestação anteriores que nasceram com mais de 4 kg;
  • Tolerância à glicose diminuída ou glicemia de jejum alterada, que são níveis de açúcar altos no sangue (mas não tanto para ser considerada como diabetes);
  • Gestações anteriores com bebê natimorto de maneira inexplicável;
  • Aumento do líquido amniótico.

Lembrando que todos esses fatores merecem muita atenção!

  • Sintomas

Raramente é possível sentir ou perceber algum sintoma, de maneira que é muito importante fazer todos os exames periódicos durante toda a gravidez, pois a qualquer momento será possível identificar esse tipo de diabetes, principalmente entre as semanas 24 e 28.

Os exames vão servir para preservar a sua saúde e também a do bebê.

É muito difícil, mas a gestante poderá sentir: aumento da micção, aumento da fome, aumento da sede e visão turva.

Acontece que a própria gravidez pode causas essas sensações também, o que pode gerar uma confusão em relação se pode ser ou não o aparecimento da diabetes. De qualquer forma, converse com o seu médico e faça todos os exames pré-natais.

  • Diagnósticos e exames

A maior parte dos diagnósticos de diabetes nas gestantes, é realizado em exames de rotina, por isso sempre vá nas suas consultas e siga todas as determinações do seu médico.

Se por acaso os resultados dos exames apresentarem algumas alterações, o seu médico saberá ajudar você da melhor maneira possível. Não é necessário se apavorar com esse assunto, pois tomando os cuidados fundamentais, é possível não sofrer com nenhum tipo de problema.

Pode fazer os exames antes da 13ª semana de gravidez. Alguns testes podem ser feitos para diagnosticar o diabetes gestacional.

Veja um vídeo do Dr Rocha sobre esse assunto

Comentários finais

Como você pode verificar, a Diabetes Gestacional não é algo muito comum, mas infelizmente existe e precisa ser tratada com muito cuidado e atenção para que mãe e bebê mantenham a sua saúde em perfeito estado.

Se você gostou de conferir o conteúdo exposto nesse artigo, aproveite para ler também sobre Glicemia clicando aqui.

Diabetes Gestacional – Saiba tudo sobre ela e como tratar!
Avalie esse post

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!